Pastor prega em avião durante pouso forçado: ‘Pode ser seu último momento, esteja pronto’

Neste domingo (30), o pastor Kyle Donn pregou o sermão mais rápido e inesperado de sua vida ministerial. Ele e a esposa Brittany viajavam no voo 2775 da American Airlines, que havia acabado de decolar de Charlotte e se dirigia para Seattle, nos Estados Unidos, quando o piloto anunciou que o avião estava com falha em um dos motores e que os passageiros deveriam se preparar para um pouso forçado.

Em meio a correria dos comissários de bordo para preparar todos os passageiros, o pastor Kyle olhou em volta e viu o desespero de todos. Um homem estava chorando e um casal segurava forte as mãos um do outro.

“Nunca me senti tão fora de controle e tão assustado. Pensei que nos próximos minutos eu poderia encontrar Deus. Minha esposa e eu lembramos um ao outro a resposta à primeira pergunta do catecismo que temos usado como devocional: ‘Não sou de propriedade minha , mas pertenço de corpo e alma, tanto na vida como na morte, a Deus e a Jesus Cristo, meu Salvador’”, relatou Kyle.

O pastor da Peninsula Bible Fellowship em Washington, percebeu que poderia ser a última oportunidade daquelas pessoas serem salvas pelo Evangelho e decidiu falar a todos sobre Cristo.

A eternidade a minutos de nós

“Se morrermos nos próximos minutos, você sabe o que vai acontecer?”, perguntou a uma jovem sentada à sua direita, que chorava e soluçava na posição de segurança, com o pito nos joelhos.

A jovem respondeu que não sabia ao certo, falou algo sobre crescer como católica e ouvir sobre o purgatório.

“Vou compartilhar com vocês porque Britt e eu temos esperança agora; espero que esteja tudo bem”, falou o pastor à jovem, que consentiu.

“Não quero assustar ninguém, mas quero que saiba porque minha esposa e eu temos esperança agora. Temos paz com Deus!”, o pastor começou a pregar bem alto para as pessoas das fileiras próximas.

“O Deus que fez tudo quer fazer as pazes conosco, embora tenhamos destruído seu mundo. Ele o ama tanto que deixou o céu para fazer as pazes com os pecadores, morrendo na cruz. Seu nome é Jesus. Confesse com sua boca e creia em seu coração que Jesus é o Senhor ressuscitado, e você terá paz com Deus!”, anunciou Kyle.

Algumas pessoas olharam para o pastor. Ninguém riu ou zombou dele. Depois dos segundos de terror, o avião pousou com segurança e os passageiros embarcaram em outro avião para continuar a viagem.

A emergência da evangelização diária

“Não sei se alguém ouviu ou respondeu ao meu sermão de 30 segundos nesses momentos frenéticos. Mas estou feliz que Deus me deu coragem para não ficar em silêncio”, afirmou o pastor Kyle.

Para o cristão, a experiência foi como um despertar para a fragilidade da vida e para a bondade de Deus em nos oferecer a salvação eterna. “Oro para que tenha sido esse tipo de experiência para alguns dos passageiros. Deus nos agarrou com uma palavra. Algo como: Qualquer momento pode ser o seu último. Você não está no controle. Esteja pronto”, disse Kyle.

O pastor refletiu também que a experiência o despertou para a emergência de se pregar o Evangelho com mais frequência para amigos e familiares.

“Em um mundo de contingência tão violenta — onde uma vida pode ser extinta a qualquer momento, de várias maneiras — você precisa saber o que vem a seguir. Você precisa saber o que acontecerá depois que você morrer. Você tem uma alma eterna”, relembrou o pastor.

Kyle Donn ainda deixou uma mensagem a todos: “Eu não me importo quem você é, o que você fez ou o quão anti-Deus você tem sido. Se você aceitar os termos da paz de Deus — abandonando o pecado e confiando em Cristo — você saberá com certeza onde estará depois de morrer. E você pode viver com paz e esperança em um mundo onde a morte, para qualquer um de nós, é apenas um ralo ou um motor quebrado”, disse.

‘Deus ainda está sentado no trono e não se abala’, diz atriz de Quarto de Guerra

A atriz e escritora Priscilla Shirer encorajou os cristãos a usar a pandemia do coronavírus como um momento para “permanecer firme contra os esquemas do inimigo”, alertando que Satanás usará todas as oportunidades para “desencorajar o povo de Deus”.

Fundadora do Going Beyond Ministries, Shirer participou de um recente encontro virtual que prepara os líderes cristãos para engajarem de forma consciente a cultura a partir de uma cosmovisão cristã.

Pandemia

Abrindo sua sessão, a palestrante disse que os cristãos devem ter uma perspectiva que lhes dê uma maneira de abordar a pandemia global diferente dos descrentes.

“Deus é quem Ele diz que é. Ele ainda está sentado no trono e não se abala com o que nos abala”, disse Shirer. “Não sei como as pessoas que não têm algum tipo de nível fundamental de verdade em suas vidas são capazes de vencer nestes tempos difíceis porque tudo está mudando.”

“Portanto, nestes tempos de mudança, tem que haver algo com que contemos que seja verdadeiro, que seja imutável, que não mude com a mudança dos tempos”, disse ela. “Temos que conhecer nossas Bíblias, temos que saber quem é nosso Deus e temos que nos ancorar firmemente nessas verdades agora mais do que nunca. Isso é o que nos dá esperança, mesmo quando outras pessoas estão desesperadas.”

Assim como Deus pode usar até mesmo as piores tragédias para o bem, Satanás da mesma forma “tentará usar tudo que puder para transformá-lo em um esquema ou uma tática para desencorajar o povo de Deus, para dissuadi-los, para fazê-los se sentirem derrotados, embora já tenhamos a vitória”, frisou Shirer.

“Temos que escolher: vamos operar como vencedores ou vamos operar como as vítimas nesta situação que o inimigo quer usar?”, perguntou.

Cristianismo

Quando um indivíduo abraça o Cristianismo, ele não recebe apenas um “bilhete para a eternidade”; sua identidade mudou completamente, disse Shirer, acrescentando: “Isso significa que, independentemente da pandemia ou não, sou quem Deus diz que sou e tenho acesso a todas as bênçãos espirituais que Ele me deu o privilégio de acessar na autoridade de O nome dele.”

“Eu posso escolher: vou deixar o medo comandar minha vida? Ou vou deixar a esperança que vem da posição que tenho em Jesus comandar minha vida?”, ela postulou. “Fazemos escolhas por medo, por ansiedade, por insegurança sobre o futuro, ou dizemos: Espere um minuto, não somos assim. Não é isso que está conectado ao meu DNA espiritual. Não vou deixar o inimigo usar isso como um esquema para me fazer começar a tomar decisões a partir daquele lugar.”

“Eu sou uma vencedora. Tenho acesso a toda autoridade e poder de Deus. Que tipo de decisão essa garota toma? E então eu faço essas escolhas e decisões, quer eu queira ou não. Eu tenho que ficar do lado da vitória e operar através dessa lente”, declarou.

Pandemia

Shirer disse que os cristãos têm a opção de ver a pandemia – ou qualquer outra dificuldade na vida – como algo que é um “soluço em nosso plano” ou como uma “oportunidade para Deus ser glorificado de uma forma única” e “para nós para sermos fortalecidos, nosso caráter construído, nossa espinha dorsal espiritual fortalecida.”

O tempo de isolamento também é uma oportunidade de ver os outros através de uma “lente de compaixão e empatia para com os outros”, acrescentou ela, bem como uma oportunidade de “permanecer firme contra os esquemas do inimigo”.

“Como saberemos o que é se sentir como um vencedor, a menos que tenhamos passado por essas circunstâncias em nossa vida onde havia uma oposição demoníaca óbvia e vimos a justiça se tornar uma couraça para nós?”, ela declarou. “Como saberemos como é para a Palavra de Deus se tornar a adaga do Espírito para que o inimigo não tenha a menor chance quando estiver tentando vir contra nós e nossas famílias?”.

Armadura de Deus

Mãe de três filhos, Shirer disse que durante esse tempo, ela estava parada no portão de sua casa dizendo: “Hoje não, Satanás. Não sob meu comando, não enquanto eu estiver aqui, vou ser alguém que está posicionada em oração.”

“E agora veremos o que é permanecer firme contra os esquemas do diabo em oração por minha família”, disse ela. “Que testemunho temos quando literalmente, fisicamente, praticamente, colocamos a armadura de Deus sendo crentes justos que cingem nossas mentes na Palavra de Deus, que se encontram de joelhos em oração, que estão nas Escrituras para que se torna uma adaga contra os esquemas do inimigo.”

Nos próximos anos, os pais poderão contar a seus filhos “o que fizemos para evitar os esquemas do inimigo, e eles poderão imitar nossas vidas, não porque ouviram sobre isso, mas porque lhes contamos diretamente de nossas bocas que vimos funcionar em nossas próprias experiências”, disse ela.

Conferência cristã

Fundada em 2007 por Gabe e Rebekah Lyons, a conferência anual que busca equipar os líderes cristãos para engajarem de forma consciente a cultura a partir de uma cosmovisão cristã. O evento de dois dias realizado em abril de 2020 apresentou uma série de líderes influentes, pastores e membros notáveis da comunidade cristã nos EUA.

Fonte: Guiame

Ex-viciada em drogas compartilha a chave para superar o vício: ‘A cura se chama oração’

Quando Lisa Bickle Stribling estava à beira do desespero, já sem esperança alguma, Deus a tirou da escuridão. Agora ela quer compartilhar seu testemunho que ela considera “poderoso” para que outras pessoas encontrem o caminho da luz.

Atualmente, ela é pastora e durante uma entrevista ao programa Supernatural Life,  com a apresentadora Patricia King, ela revelou detalhes de sua jornada para a salvação. Com suas palavras, ela espera incentivar aqueles que buscam uma saída do mundo das drogas. Lisa tornou-se viciada em drogas quando ainda era muito nova, tendo sua primeira experiência aos 12 anos. Ela conta que, quase que instantaneamente, se tornou viciada em heroína.

Aos 17 anos, ela já era uma jovem sem-teto com um bebê de 1 ano para criar. Lisa teve uma passagem pela prisão, e foi exatamente atrás de uma cela que se sentiu necessitada da presença de Deus. E Ele a tirou da escuridão.

Uma luz no fim do túnel

Quando Lisa teve um encontro com Cristo, sua vida mudou drasticamente. Hoje em dia, ela lidera um ministério no Kansas, EUA, perto da segunda área mais violenta do país. Seu ministério ajuda viciados em drogas a se libertar da escravidão. 

A autora do livro “Next To The Last Pain” [Próximo à última dor], compartilha com todos uma chave poderosa para a libertação. “Seja álcool, vício em drogas ou metanfetamina; seja depressão ou desesperança, a chave para a cura se chama oração”, ela compartilhou.

“A oração deve estar presente em cada uma de nossas histórias. Temos que orar. Você não pode desistir de orar”, encorajou.

Lisa disse que se alguém está orando por seu ente querido que é viciado, nunca deve desistir. “Continue a orar. Apenas permaneça na Palavra de Deus e saiba que Ele nunca o deixará, nem o desamparará. A cura está a caminho”, continuou.

“Se você se firma na Palavra, ela tem que ser cumprida, pois Deus não é mentiroso. Ele disse que nunca nos abandonará e que não nos esquecerá. Então, continue firme. Aproxime-se de Deus, diariamente, e tenha experiências incríveis com Ele, hoje mesmo”, concluiu.

Fonte: Guia-me

Open chat