Cristãos oram pela prisão de Lázaro Barbosa e por proteção de policiais em GO

Um grupo com aproximadamente 25 moradores do distrito de Girassol, em Cocalzinho de Goiás, se reuniu em uma passarela sobre a BR-079 nesta quinta-feira (17) para orar pedindo a prisão de Lázaro Barbosa, suspeito de uma chacina em Ceilândia, no DF. Eles também pediram a proteção para os policiais que tentam fazer a prisão do fugitivo e para a população.

O ato aconteceu a poucos metros da nova base de comando da força-tarefa, que fica em uma escola municipal. “Foi uma oração para que Deus possa trazer fim a essa situação, para proteger os policiais e a população”, disse o pastor Kleber Suasmicat.

Ele explicou que pessoas de várias congregações evangélicas se reuniram para fazer esse momento de oração. O pastor disse ainda que o suspeito de chacina soltou pela região e o trabalho da polícia impactaram a rotina dos moradores.

“É um momento de tensão. As atividades na igreja estão terminando mais cedo por questão de segurança, orientamos as pessoas a não abrirem a porta de casa sem saber quem é”, completou.

A fuga

Lázaro Barbosa está fugindo de uma força-tarefa de mais de 200 policiais há nove dias pela região goiana que fica no Entorno do Distrito Federal. Leia mais abaixo detalhes sobre a fuga.

A polícia usa cães, drones e helicópteros na busca ao suspeito. Trinta e quatro propriedades rurais em Goiás estão ocupadas pelas forças de segurança para evitar ação do homem.

Em um encontro, na terça-feira (15), entre Lázaro e policiais, houve confronto e dois militares foram atingidos de raspão. Eles foram levados conscientes para hospitais de Goiás.

Linha do tempo:

–  Na sexta-feira (11), ele roubou um veículo e fugiu para Cocalzinho de Goiás. Depois colocou fogo no carro;

–  No sábado (12), invadiu uma fazenda, atirou em três pessoas e colocou fogo em uma casa. Nesta ocasião, fez um caseiro refém, usou e obrigou a vítima a usar drogas

–  No domingo (13), o suspeitou furtou um carro para fugir da polícia, foi visto na BR-070 e acabou abandonando o veículo. A corporação acredita que ele tentava retornar ao DF;

–  Na segunda-feira (14), ele foi filmado por câmeras de monitoramento e teria dormido em um galpão de uma chácara. Pediu comida aos moradores, mas fugiu;

–  Na terça-feira (15), uma moradora de uma fazenda filmou os policiais durante buscas em sua propriedade. Segundo as imagens, Lázaro passou por lá durante a fuga. Mais tarde, ele sequestrou uma família em outra chácara (foram liberados sem ferimentos) e atirou em dois policiais, que foram atingidos de raspão, eles foram levados para hospitais e estão conscientes.

–  Na quarta-feira (16), Lázaro Barbosa foi visto por um morador em uma área rural;

–   Na quinta-feira (17), a polícia retomou as buscas em matas da região e mudou a base de operação pela segunda vez.

Fonte: G1 – Foto: Vitor Santana/G1

Rádio Vox Bahia –  Muritiba

Fundacao Ame De Comunicacao, Cultura, Educacao e Assistencia Social

Open chat